ESTA CAMPANHA JÁ TERMINOU

OBRIGADO PELA SUA PARTICIPAÇÃO
FECHAR

A Associação
Novo Futuro

 

"A Associação Novo Futuro acolhe nos seus 8 Lares, 73 crianças e jovens (das quais, 44 se encontram integradas em fratrias), que viveram histórias de violência, abuso e negligência no seio das suas famílias e que por isso evidenciam traumas complexos, trazendo consigo problemas consequentes da alimentação deficitária de que foram alvo, das condições precárias de habitabilidade que tinham e do sentimento de insegurança e perigosidade a que estavam expostas. Consequentemente, o objetivo da Associação é proporcionar a estas crianças e jovens, contextos diferentes dos que tiveram anteriormente.

Assim, todos os lares se encontram organizados para proporcionar uma recuperação, crescimento e desenvolvimento da autonomia destas crianças e jovens que seja sentido como seguro, estável e previsível, para além de uma educação que lhes permita uma plena integração na sociedade. Este objetivo só é possível através do modelo de pequenos lares familiares, com reduzido número de crianças e jovens acolhidas, com a aposta reforçada na qualidade de toda a equipe técnica que connosco colabora e no investimento significativo na manutenção dos Lares.

O apoio de empresas, como a Clarins, permite-nos proporcionar a estas crianças e jovens espaços que para além de seguros, são também bonitos, harmoniosos, esteticamente pensados e personalizados, o que tem um impacto imenso no seu processo de recuperação.

É importante a consciência da dimensão deste tipo de ajuda, dado que vai muito para além do visível, é algo que permite maior tranquilidade, mais felicidade, mais estabilidade emocional e por isso um processo de recuperação destas crianças e jovens mais rápido.

Até hoje, a Novo Futuro já acolheu 155 crianças/jovens em risco, das quais 82 seguem os seus projetos de vida integrados na família de origem, em famílias adotivas, em instituições especializadas ou em autonomia plena, sendo a média de permanência das crianças e jovens nos Lares de cerca de 8 anos, pelo que só de forma muito séria e inovadora, mas também partilhada com a Sociedade é possível manter uma atividade sustentável e de qualidade.


Drª. Isabel Megre, Presidente

Para saber mais sobre a Associação Novo Futuro visite: www.novofuturo.org

 

A Associação Novo Futuro, fundada em 1996, é uma IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social) considerada de superior interesse social. Acolhe Crianças e Jovens, preferencialmente grupos de irmãos, privados de ambiente familiar seguro ou expostos, de diversas formas, a situações prejudiciais para o desenvolvimento e o bem-estar físico e/ou emocional, e por isso consideradas em perigo, proporcionando-lhes as condições consideradas essenciais, ao nível dos cuidados básicos, saúde, suporte terapêutico, competências educacionais e relacionais, facultando um acolhimento que lhes garanta bem-estar, afeto e educação, preservando a sua privacidade e intimidade, criando as condições em Lares de pequena dimensão, em tudo semelhantes a um ambiente familiar desejável.

Residem nos atuais oito Lares da Novo Futuro (situados nos concelhos de Lisboa, Gaia e Cascais), 74 Crianças/Jovens, com idades compreendidas entre os 2 e 21 anos. Encontram-se integrados na comunidade em que habitam, frequentando escolas da área, cursos de formação profissional, estágios remunerados, formação religiosa, atividades de tempos livres, desportos e outras, de acordo com as suas idades, apetências e potencialidades. Em cada Lar, residem cerca de 8 Crianças/Jovens, acompanhados e orientados por uma equipa técnica especializada.

Ao longo de mais de uma década a Novo Futuro já acolheu 155 crianças/jovens em risco, das quais 46 seguem os seus projetos de vida integrados na família de origem, em famílias adotivas, em instituições especializadas ou com autonomia plena.

Desde início existem acordos de cooperação com a Segurança Social, à exceção do lar de Manique que é totalmente custeado pela Novo Futuro.

A Casa Amarela, situada em Lisboa, existe desde 1998. Acolhe presentemente 8 jovens, entre os 17 e os 21 anos de idade, os quais se encontram perfeitamente inseridos na Comunidade, nomeadamente em Escolas de vários níveis de Ensino localizadas no Concelho e em atividades extra-curriculares.

O investimento na qualidade técnica da equipa tem sido uma prioridade da Associação Novo Futuro, permitindo uma Intervenção Terapêutica, que, além de se revestir de grande rigor ético e educativo, é pioneira neste Modelo.

Neste sentido, a intervenção realizada com a Colaboração da Clarins na Casa Amarela, contribuiu para uma melhoria expressiva nas condições logísticas e de habitabilidade proporcionada aos jovens, nomeadamente através do investimento nos espaços de descanso, higiene, alimentação e lazer, tanto num sentido prático e estético – tornando-a numa habitação realmente confrontável e à qual se pode dar o nome de Lar -, como, por inerência num sentido terapêutico.

É neste sentido que vimos, jovens e colaboradores da Casa Amarela, em nome também, da Associação Novo Futuro, agradecer a intervenção realizada por Vós, na expectativa de deixar este espaço de colaboração sempre aberto e útil."